Educação financeira infantil: conscientização dos pais para um futuro melhor!

Uma coisa é certa as palavras ensinam, mas o exemplo arrasta!

Treinar seus filhos para os desafios da vida é um extremo ato de altruísmo e amor e que devem começar desde a primeira infância, quando houver maturidade cognitiva e mental para entender os princípios da educação financeira infantil.

E você já começou a exercitar o consumo consciente e os pilares de uma boa educação financeira, para criar seus filhos de maneira mais autossuficientes e aptas para lidar com as suas finanças no futuro?

Pois hoje você terá a oportunidade de entender a melhor maneira de aplicar isso em casa para conseguir ter sucesso e muito orgulho ao enxergar a capacidade que seus filhos desenvolveram com a sua ajuda como pais e mentores.

É de menino que se torce o pepino!

Você já ouviu dizer que é de berço que se ensina o que é certo e o que é errado, pois é exatamente isso, assim que seus filhos tiverem maturidade cognitiva e psicológica para entender o valor das coisas, os benefícios da organização, o que eles podem conseguir através do planejamento é a hora de começar a ensinar.

Na prática a partir de 3 anos eles já começam a entender de maneira material o dinheiro, moeda, cartão e que ele é um objeto de troca, mas é por volta de 6 anos que seus filhos estarão aptos para administrar (no sentido de poupar, doar, gastar), o seu rico dinheirinho e a partir de então podem receber mesada.

O caminho para o sucesso está no valor e não no preço

Ensinar educação financeira por meio de lições que vão além do ato de guardar e gastar as moedas no cofre é a melhor maneira de garantir um futuro de sucesso e crescimento como pessoa e como profissional.

Primeiro mostre aos seus pequenos que o valor é muito diferente do preço, que planejar e atingir um determinado objetivo pode ser muito mais valoroso do que apenas gastar de forma aleatória todas as suas economias e a melhor forma de fazer isso é associando, usando exemplos cotidianos.

Os exemplos são vários:

  • O valor e os benefícios de utilizar a energia com inteligência.
  • O quanto se pode economizar no preparo dos alimentos.
  • Cuidar bem dos brinquedos.
  • A importância de economizar água.

Isso fará do seu rebento uma criança consciente, engajada com a economia do pais e totalmente preparada para encarar os desafios que a espera no futuro.

É na primeira infância, no momento de formar suas crenças e de projetar seus sonhos que eles irão assimilar de maneira bem simples e clara o valor de cada coisa e que respeito, planejamento e consciência financeira serão úteis para todos os dias da sua vida.

Dicas práticas de educação financeira para crianças

  • Até 12 anos é indicado uma mesada semanal para que a criança ter controle em um curto espaço de tempo, dessa forma conseguirá assimilar mais facilmente.
  • Crie junto a ele uma lista de desejos e prioridades durante o mês ou a semana.
  • Estabeleça uma data para o pagamento da mesada e jamais abra exceções.
  • Use um cofre ou outro recipiente transparente para que a criança possa acompanhar o crescimento do dinheiro.
  • Sempre o acompanhe e entenda o quanto ele está assimilando as lições.

Você como pai ou mãe sabe da importância de um mundo mais justo e desenvolvido e deve começar a exercitar o seu poder de colaborar para que isso aconteça!

Tenha o mundo que você deseja para o seu filho, eduque-o para entregar o que de melhor ele tiver e passo a passo construa um futuro melhor!

E reflita sobre uma questão: Lute para criar um mundo melhor para seus filhos e empenhe-se em entregar cidadãos mais comprometidos e capacitados para fazer parte desse novo universo!

Educação a chave para um mundo melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *